• Inscreva-se para receber novidades por e-mail:

Monitoramento remoto: veja os pontos de venda a qualquer momento

Intelbras

10 de agosto 2022 às 01:08
EmpresarialSegurança

monitoramento remoto

O monitoramento remoto já existe há alguns anos, mas vem evoluindo com o tempo. Muito devido à tecnologia. Inclusive, a chegada do 5G promete revolucionar o mercado de vigilância por vídeo tanto pela velocidade ultrarrápida quanto pela redução da latência, da estabilidade da conexão e da possibilidade de conectar diferentes dispositivos de forma simultânea.

Esse cenário é tão significativo que um estudo da Gartner apontou que as câmeras de vigilância externa terão uma participação de mercado de endpoints 5G IoT equivalente a 32% em 2023.

Até que essa tecnologia seja efetivada no Brasil, os investimentos em segurança eletrônica continuam em alta. A Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese) mostrou que o setor registrou uma receita de R$ 9,24 bilhões em 2021.

O resultado é 14% maior do que aquele verificado em 2020. Entre os motivos para o alcance desse número está a opção por soluções inteligentes durante a pandemia de Covid-19. Além disso, um destaque é o monitoramento remoto em empresas. A categoria é formada por 13 mil negócios que acompanham mais de 12 milhões de imóveis no país.

Diante desse cenário, é importante considerar as melhores alternativas do mercado para monitorar os seus pontos de venda, especialmente por questões de segurança. Neste post, vamos explicar melhor como ter esse controle, quais equipamentos são mais adequados e quais são as vantagens da prática. Confira!

 

Como monitorar meu negócio?

O monitoramento remoto consiste em acompanhar as atividades dos pontos de venda da sua empresa a qualquer momento do dia por meio de dispositivos eletrônicos. As imagens captadas por câmeras de segurança são apresentadas em tempo real e podem ser acessadas em monitores, por meio de um Circuito Fechado de Televisão (CFTV), ou  via app para smartphone.

De toda forma, as câmeras devem ser instaladas em locais estratégicos da sua empresa para fornecer as melhores imagens.

Por isso, o primeiro passo para fazer um bom monitoramento a distância é avaliar o ambiente. Identifique os locais com maior circulação de pessoas e aqueles que são mais relevantes para o negócio. O ideal é evitar os pontos cegos.

A depender da organização interna e porte da empresa, é importante definir o responsável pelo monitoramento. Assim, há um acompanhamento apropriado das imagens para identificar qualquer problema que surja no ponto de venda.

Leia mais: Guia PME de empresas inteligentes

guia pme

Tipos de câmera para monitoramento remoto

Existem dois tipos de sistemas de CFTV: analógico e IP. A tecnologia IP é a opção mais recente para monitoramento de ambientes a distância. Ainda existem as câmeras Wi-Fi profissionais

Tanto as câmeras Wi-Fi quanto as IP são interessantes para pequenos negócios e pontos de venda. Entenda o porquê.

Leia também: Por que escolher câmeras Wi-Fi com homologação da Anatel?

Wi-Fi

As câmeras Wi-Fi têm um projeto mais simples, porque os cabos de dados são dispensados. Elas só precisam ser conectadas à energia elétrica para funcionarem e, para visualização das imagens de alta resolução, à rede Wi-Fi. O acesso às imagens em tempo real é feito por aplicativo em smartphone.

Uma característica é a possibilidade de mudá-las de lugar com facilidade, justamente pela ausência de cabeamento. O armazenamento das imagens pode ser feito por meio de cartão SD ou contratação de serviço em nuvem.

IP

Algumas câmeras IP contam com recursos de inteligência embarcada. Essa tecnologia possibilita uma série de funcionalidades específicas, como:

  • Detecção facial;
  • Leitura automática de placas veiculares;
  • Mapa de calor;
  • Reconhecimento facial.

Elas também têm instalação descentralizada e facilitada. Tanto é que pode ser usado:

  • O mesmo cabo UTP usado na conexão do computador à internet é utilizado no CFTV IP;
  • A conexão por fibra óptica;
  • Os links via rádio.

Ainda existe mais facilidade na expansão do sistema devido ao Power Over Ethernet. O PoE  é uma tecnologia que permite a transmissão de energia e dados pelos mesmos cabos. Sem contar que é possível interligar dois grupos de câmeras com um cabo, mantendo a mesma estrutura.

 

Vantagens do monitoramento remoto

monitoramento remoto conteudo

Qualquer que seja a sua escolha de câmeras, o monitoramento remoto traz vários benefícios para o seu negócio. O mais evidente é relativo à segurança. 

Outros pontos positivos também se destacam. Entre eles estão:

  • Variedade de câmeras de segurança. Algumas são indicadas para ambientes internos, outras para lugares externos, ainda há aquelas resistentes a impactos etc.;
  • Fácil instalação;
  • Acompanhamento dos pontos de venda pelo celular a qualquer hora do dia;
  • Alta resolução nas imagens;
  • Fácil manutenção;
  • Vigilância 24 horas por dia;
  • Menos riscos e preocupações.

Em resumo, o monitoramento remoto serve tanto para saber o que está acontecendo no seu negócio quanto para protegê-lo de incidentes. Vale a pena ver o que acontece nos seus pontos de venda a qualquer momento e ter mais tempo para outras atividades da administração. E você ainda pode obter vários benefícios, a depender do sistema escolhido. 

A Intelbras possui diversas soluções para pequenas e médias empresas, o que inclui sistemas de monitoramento. Visite nossa página de soluções para PMEs e saiba como conseguir o melhor custo-benefício. 

Gostou de entender melhor esse conceito? Então, que tal aproveitar para saber mais? Acompanhe os conteúdos no blog da Intelbras e siga nossos perfis no Facebook, YouTube, LinkedIn, Instagram e Twitter.

0 Comentários

Deixe um comentário